Em destaque

14 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.1522 patacas e 1.1278 dólares norte-americanos.

Viva Macau: Chui Sai On pede tempo para investigação do CCAC
Terça, 31/07/2018
O Chefe do Executivo diz que é preciso esperar pela investigação do Comissariado Contra a Corrupção para apurar a existência de eventuais crimes no caso Viva Macau.

À margem da cerimónia de inauguração do Centro de Saúde da Ilha Verde, Chui Sai On comentou o caso pela primeira vez para lembrar que, se forem detectadas ilegalidades, o CCAC pode encaminhar o processo para o Ministério Público.

“Agora vamos aguardar pela investigação que vai produzir um relatório que também vai ser tornado público. Vamos dar algum tempo ao CCAC para tratar do caso. De acordo com o seu estatuto, o CCAC pode também encaminhar o caso para o Ministério Público caso seja detectado alguma ilegalidade”, afirmou.

O Chefe do Executivo comentou também o acordo alcançado entre a companhia Yat Yuen e a Anima tendo em vista a criação de um Centro Internacional de Realojamento. O Centro deve ser construído na zona do Pac On, num lote com fins industriais. Chui Sai On diz que, até ao momento, o Governo ainda não recebeu qualquer pedido para alterar a finalidade do terreno.


O Chefe do Executivo comentou também as críticas que o novo depósito e armazém de substâncias perigosas, que o Corpo de Bombeiros quer construir na zona de Seac Pai Van, têm gerado.

Chui Sai On diz que a Administração está atenta às preocupações da população e apelou aos departamentos governamentais para explicarem melhor o projecto.
“Os nossos respectivos serviços devem dar mais um passo para explicar melhor à população e ouvir as opiniões. Como disseram há residentes e realizaram um abaixo-assinado. O Governo vai naturalmente ouvir as opiniões”.

André Jegundo