Em destaque

25 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,0449 patacas e 1,1156 dólares norte-americanos.

 

Autocarros: “Governo não teve tempo” para analisar contratos
Terça, 31/07/2018
O secretário Raimundo do Rosário alegou falta de tempo para analisar os pormenores dos novos contratos com as companhias que operam os autocarros públicos.

Foi esta a justificação do titular da pasta dos Transportes e Obras Públicas para a decisão de prorrogar os contratos com a Transmac e a Sociedade de Transportes Colectivos de Macau (TCM). Uma decisão conhecida ontem.

“A razão da prorrogação por 15 meses é porque temos que falar sobre o contrato e não tivemos tempo de o fazer”, afirmou aos jornalistas numa curta declaração após uma reunião na Assembleia Legislativa.

“Foi falta de tempo. Não conseguimos terminar o trabalho. Sobre a razão em concreto não falo”, acrescentou Raimundo do Rosário.

Amanhã entra em vigor a fusão entre TCM e a Nova Era.

A fusão foi confirmada em meados de Maio por Raimundo do Rosário num debate na Assembleia Legislativa.

Fátima Valente