Em destaque

26 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.0301 patacas e 1.1139 dólares norte-americanos.

Carlos André: Portugal demorou a perceber dimensão da língua
Sábado, 28/07/2018
Carlos André considera que “Portugal só muito recentemente começou a dar-se conta da real dimensão que o português pode assumir na China”. O coordenador do Centro Pedagógico e Científico da Língua Portuguesa do Instituto Politécnico de Macau é o convidado desta semana do programa Rádio Macau Entrevista.

Segundo o académico, Portugal “percebeu que estava a crescer mas não percebeu até onde ia”.

“Eu, que estou cá, demorei algum tempo a perceber que o crescimento ia ser tão vertigionoso. Portanto, percebeu que estava a crescer mas não percebeu até onde poderia ir. E está agora a despertar para isso”, acrescentou.

Nesta entrevista, Carlos André refere que o problema é o investimento: “o Brasil não tem praticamente investimento nesta área e o grave problema do português, que não é o das outras línguas, é que o português é a língua de alguns países grandes – é a língua de quase 400 milhões de falantes - entre os quais se situam países grandes como o Brasil, Angola e Moçambique. O país mãe do português é um dos países mais pequenos daqueles que falam português – é um país que tem 10 milhões de habitantes. Mas o país mãe é aquele que por força da história, e porque os outros vão deixando por procuração que ele se ocupe disso é o que único que faz investimento na área da expansão da língua”.

Segundo Carlos André, Portugal é “um país pequeno e com uma economia limitada em razão da sua dimensão é o único que está fazer um investimento verdadeiramente sério nesta questão da língua”.

“A economia e as finanças de Portugal não chegam para tanto. E infelizmente os outros países da CPLP não têm praticamente investimento nesta área da língua”, sublinha o académico.

O programa Rádio Macau Entrevista é emitido aos sábados ao meio-dia e tem repetição às segundas-feiras, às 10h30. O programa pode ainda ser ouvido na página da internet da Rádio.

Marta Melo com Gilberto Lopes