Em destaque

26 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.0301 patacas e 1.1139 dólares norte-americanos.

Viva Macau: Governo suspendeu processo de execução da dívida
Quinta, 26/07/2018
O Executivo confirmou hoje aos deputados que decidiu suspender o processo de execução da dívida da Viva Macau junto da junto da fiadora, a Eagle Airways, empresa-mãe e principal credora da companhia aérea falida em 2010.

Mesmo que os bens que ainda existem – cerca de 400 mil patacas – venham a ser recuperados em tribunal, não há acordo entre Macau e Hong Kong para o reembolso ser concretizado. Acresce que, de acordo com as estimativas mais conservadoras, o Governo iria gastar em custas judiciais quase tanto como o que poderia reaver.

Ainda assim, o caso não é dado como perdido, segundo o presidente da Comissão de Acompanhamento para os Assuntos de Finanças Públicas da Assembleia Legislativa, Mak Soi Kun: “de acordo com as informações disponíveis, não há hipóteses de ganhar a acção. Mas o Governo vai adoptar outros meios para acompanhar o caso, apurar se a empresa tem outros bens e se há formas ultrapassar facto de não haver acordo de cooperação judiciária em matéria entre as duas regiões”.

Além da Viva Macau, o Governo tem ainda 130 milhões de patacas de créditos concedidos e através do Fundo de Desenvolvimento Industrial e de Comercialização que não foram pagos.

Mak Soi kun lamentou a ausência da reunião do secretário para a Economia e Finanças. Lionel Leong fez-se representar pelo director dos Serviços de Economia, Tai Kin Ip, que evitou falar aos jornalistas, confirmando apenas que os empréstimos acima de nove milhões de patacas têm de ser aprovados pelo Chefe do Executivo.

Sónia Nunes