Em destaque

18 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.20602 patacas e 1.1314 dólares norte-americanos.

IACM acusa Yat Yuen de abandonar 533 galgos
Sábado, 21/07/2018
O Instituto para os Assuntos Cívicos e Municipais (IACM) diz que a Companhia de Corridas de Galgos (Yat Yuen) “não assumiu as responsabilidades e as obrigações devidas de dono, deixando 533 galgos abandonados” no canídromo, depois de terminado o prazo do contrato para exploração do recinto e para encontrar uma solução para os cães.

Desde as 00h00 de hoje que o IACM interveio para acompanhar a situação dos animais, tomando conta do canídromo e das instalações relativas à criação dos galgos.

Em comunicado, o IACM avisa a Yat Yuen que, nos termos da lei, a não reclamação de animal pelo dono no prazo de sete dias úteis é equiparada a abandono. Por cada galgo, a empresa pode enfrentar uma multa que vai de 20 mil a 100 mil patacas.

Após uma avaliação preliminar, o IACM atesta que a “saúde dos galgos foi considerada normal, não se verificando qualquer cão que necessitasse de cuidados especiais”. Segundo o comunicado, também “o ambiente da criação corresponde aos requisitos previstos na lei de protecção dos animais”.

Além de ter enviado técnicos ao canídromo, o IACM convidou associações de protecção dos animais para recrutar voluntários para prestar apoio e cuidado aos galgos.

Hugo Pinto