Em destaque

22 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.20 patacas e 1.13 dólares norte-americanos.

Metro quadrado e casas transaccionadas sobem 20% em Junho
Terça, 17/07/2018
O preço médio do metro quadrado em Macau ultrapassou as 117 mil patacas em Junho, mais 24,2 por cento, em comparação com igual mês de 2017.

Também a subir estiveram as transacções. Foram transaccionadas 1016 fracções, ou seja, mais 20 por cento em relação às 847 negociadas há um ano, de acordo com os Serviços de Finanças.

Em termos mensais, o preço médio do metro quadrado em Macau subiu 3,33 por cento, comparando com as 113 mil patacas registadas em Maio último.

É na Península de Macau que se regista a maior subida. Em concreto, o preço por metro quadrado subiu 32,7 por cento em termos anuais para 119 mil 221 patacas.

É também na Península que se regista o maior número de negócios, com 855 casas transaccionadas entre o total de 1016 fracções.

Já na Taipa, onde foram negociadas 136 casas, o preço médio subiu 11,9 por cento para 106.636 patacas.

Coloane continuou a registar o preço por metro quadrado mais caro: 129.151 patacas. Um valor que ainda assim regista um queda de 3,51 por cento em relação às mais de 133 mil patacas de Junho de 2017. Em Coloane foram transaccionados 25 imóveis.

A maioria das casas, ou 83,5 por cento das 1016, foi adquirida por residentes, num total de 1003. Dez fracções foram adquiridas por não residentes e outras três por empresas.

Entre as casas vendidas em Junho, 838 foram a primeira casa dos residentes de Macau. Outros 140 compradores eram já proprietários de um imóvel destinado à habitação. Nos restantes 25 casos quem comprou já tinha mais de que uma casa.

Fátima Valente