Em destaque

14 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.1522 patacas e 1.1278 dólares norte-americanos.

Torre do Tombo ajuda em disputa sobre Mar do Sul da China
Sábado, 07/07/2018
Delegações da China e do Vietname visitaram a Torre do Tombo, em Lisboa, para consultar um mapa português do séc. XVI, no âmbito do conflito territorial que opõe os dois países a propósito do Mar do Sul da China.

A revelação foi feita à TDM – Rádio Macau por Silvestre Lacerda, o director do Arquivo Nacional da Torre do Tombo.

De acordo com o responsável, convidado do Rádio Macau Entrevista, o mapa em questão é o Atlas de Fernão Vaz Dourado, de 1571, e onde pela primeira vez aparece Macau.

Segundo Silvestre Lacerda, o mapa “foi recentemente visitado por delegações oficiais da China e do Vietname, a propósito de um conjunto de ilhas, uma contenda territorial, e um dos mapas, um dos documentos que vai ser apresentado pelas partes é um mapa do século XVI, por uma razão muito simples: é que ele tem umas indicações dos topónimos associados”.

A China e o Vietname alimentam há vários anos disputas territoriais no Mar do Sul da China, com a reivindicação do espaço marítimo que se crê rico em reservas de gás e petróleo. Em causa estão arquipélagos como as Ilhas Spratly e as Ilhas Paracel.

Em declarações à Rádio Macau, Silvestre Lacerda adiantou que a deslocação das duas delegações oficiais à Torre do Tombo ocorreu há três anos: “Foi-nos solicitado o visionamento desse mapa em concreto, porque temos o mapa digitalizado. Mas as duas partes solicitaram o visionamento do original e depois fizeram as suas análises. Não acompanhámos [o restante processo] porque não nos compete. Fizemos a nossa parte, que foi disponibilizar e receber os intervenientes. Desse ponto de vista, damo-nos por satisfeitos por poder ajudar a criar conhecimento para que depois os decisores possam tomar as suas decisões, mas com base num conhecimento maior da realidade”.

Em Novembro de 2017, a China e o Vietname comprometeram-se a “não complicar o conflito” no Mar do Sul da China, numa declaração conjunta que surgiu após a visita do presidente chinês, Xi Jinping, a Hanói.

Já em Abril deste ano, Pequim e Hanói anunciaram a intenção de manter a paz no Mar do Sul da China, área também considerada estratégica para o comércio e a defesa.

O Rádio Macau Entrevista vai para o ar, hoje, ao meio-dia, e repete segunda-feira às 10h30.

Hugo Pinto