Em destaque

14 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.1522 patacas e 1.1278 dólares norte-americanos.

Deputado quer saber futuro de trabalhadores do canídromo
Segunda, 02/07/2018
O encerramento do canídromo foi um dos temas das intervenções antes da ordem do dia na Assembleia Legislativa. O deputado Lam Lon Wai defende a simplificação dos procedimentos de adopção dos galgos e facilitação das formalidades alfandegárias. Além disso, quer saber os planos da Companhia de Corridas de Galgos Yat Yuen para os trabalhadores do canídromo.

“A companhia deve divulgar, quanto antes, o plano relativo aos direitos e benefícios dos trabalhadores. Isto porque os trabalhadores, após o encerramento do canídromo, não vão encontrar emprego semelhante”, defendeu.

Também argumentou que a Yat Yuen “deve negociar, quanto antes, com os trabalhadores, por forma a decidir se vão ter de terminar a relação de trabalho ou se vão ser transferidos para outros postos de trabalho da empresa, para que estes se preparem”.

Sobre o terreno, Lam Lon Wai pede que o Governo ouça a população antes de definir a utilidade do terreno, “que é um recurso bastante valioso”.

“De acordo com a Direcção dos Serviços para as Obras Públicas, (DSSOPT), o estudo sobre o aproveitamento do terreno foi adjudicado em Abril do ano passado e vai estar concluído no segundo trimestre deste ano. O terreno será destinado a instalações públicas e comunitárias", recordou.

"Mais, o Governo vai tentar garantir mais espaço ao ensino, e promete manter e construir, em altura, mais instalações desportivas. Também há um plano de construir um parque de estacionamento de grande dimensão. Porém, o segundo trimestre já se foi, qual é então o ponto de situação desse estudo? Quando é que os planos concretos vão ser divulgados e postos em prática?”, questionou.

Fátima Valente