Em destaque

19 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.16 patacas e 1.12 dólares norte-americanos.

Lionel Leong: IPIM tem de entregar relatório ainda este mês
Segunda, 02/07/2018
O secretário para a Economia e Finanças, Lionel Leong, indicou que Instituto de Promoção do Comércio e do Investimento de Macau (IPIM) tem de apresentar um relatório ainda este mês de Julho sobre o aperfeiçoamento do regime de autorização de residência temporária.

É a reacção do governante ao relatório do Comissariado Contra a Corrupção sobre a apreciação, pelo IPIM, dos pedidos de imigração por investimentos relevantes e de imigração por fixação de residência dos técnicos especializados.

Apesar das alterações feitas em 2015, Lionel Leong reconhece que ainda “há espaço para aperfeiçoamento”. “Já solicitei ao IPIM para o mais breve possível, dentro de Julho, para nos apresentar um relatório de trabalho intercalar sobre medidas ou acções que podem ser levadas a cabo para melhorar essas partes que foram referidas”, afirmou Lionel Leong.

O governante sublinha que é preciso mesmo melhorar as políticas do Governo e não recear a sua aplicação e negar a autorização a técnicos especializados. “Sabemos da sua importância e precisamos [deles]. Portanto, temos que melhorar essa política. Não é por termos medo de pardais que não queremos semear. Acho que devemos melhorar. Porque também com a Grande Baía vão ser necessários muitos quadros. Nesse aspecto, o Governo da RAEM sabe que é preciso uma forma de atrair os quadros talentos. A questão é como podemos atrair pessoas certas para postos certos? Isso é que é mais importante. E depois também tem de ser de forma atempada”, acrescentou Lionel Leong, à margem de uma visita que realizou aos Serviços para os Assuntos Laborais.

Lionel Leong não descarta a possibilidade de haver mudanças nos regulamentos: “espero que o IPIM em Julho conclua o relatório de trabalho e depois, de acordo com esse relatório, vamos ver se conseguimos fazer uma calendarização para efectuar a revisão dos respectivos diplomas”.

O secretário para a Economia e Finanças promete ainda rigor na apreciação de novos pedidos, e lembra que alguns casos em que foram encontradas irregularidades foram encaminhados para as autoridades.

Marta Melo