Em destaque

22 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.20 patacas e 1.13 dólares norte-americanos.

Sulu Sou “pronto” para voltar à Assembleia Legislativa
Domingo, 01/07/2018
O activista Sulu Sou está ansioso por retomar o cargo de deputado, o que deverá acontecer esta segunda-feira. “Eu e muitos apoiantes não podemos esperar mais. Não podemos esperar nem mais um minuto para eu regressar à Assembleia Legislativa. E sim, estou pronto para voltar à Assembleia Legislativa depois de mais de 200 dias [de suspensão do cargo]”, afirmou hoje aos jornalistas.

Sulu Sou viu o cargo de deputado suspenso a 4 de Dezembro do ano passado, para permitir a ida a julgamento. Depois de sete meses afastado do lugar de deputado na Assembleia Legislativa, Sulu Sou deverá assistir esta segunda-feira ao plenário da tarde.

Sulu Sou voltou este domingo a dizer que foi “uma decisão difícil” não ir para a frente com o recurso da sentença do Tribunal Judicial de Base (TJB), mas que tomou essa decisão para poder regressar rapidamente ao hemiciclo.

O vice-presidente da Associação Novo Macau falava aos jornalistas à margem da manifestação contra a intenção do Governo de construir um crematório no território, uma medida que decidiu suspender na semana passada, mas que ainda assim não demoveu a saída à rua de centenas de residentes este domingo.

Esta foi a primeira manifestação em que o activista Sulu Sou esteve directamente envolvido desde o grande protesto em Maio de 2016 contra a polémica atribuição, por parte da Fundação Macau, de um subsídio de 100 milhões de yuan à Universidade de Jinan. Um protesto que esteve na origem de um processo em tribunal que terminou no mês passado, com a condenação pelo crime de manifestação ilegal para Sulu Sou e também para o activista Scott Chiang, à data presidente da Novo Macau.

Questionado sobre este regresso às ruas, Sulu Sou defendeu o direito à manifestação, afirmando que “se deve voltar às ruas sempre que há fortes motivos” para protestar.

Fátima Valente