Em destaque

25 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,0449 patacas e 1,1156 dólares norte-americanos.

 

The 13: Novo adiamento e perdas de 1574 milhões
Quinta, 28/06/2018
A abertura do hotel The 13 foi mais uma vez adiada, desta feita do final deste mês para o dia 31 de Julho.

Em comunicado enviado à bolsa de Hong Kong, a empresa South Shore Holdings Limited explica que é preciso mais tempo para completar alguns trabalhos depois de problemas detectados em inspecções dos Serviços de Turismo, que começaram no passado dia 4 de Junho.

A empresa ressalva, contudo, que “as circunstâncias do desenvolvimento do hotel” às portas de Coloane podem obrigar a nova data posterior ao final de Julho.

Só desde 31 de Março de 2017, a inauguração do hotel ultra luxuoso, cuja construção custou 1,3 mil milhões de dólares de Hong Kong, foi adiada por seis vezes.

No final do ano terminado em 31 de Março, a South Shore Holdings registou perdas de 1574 milhões de dólares de Hong Kong, quase 35 vezes mais na comparação com o período homólogo anterior.

A empresa justifica os prejuízos, sobretudo, com a perda de 1203 milhões no hotel e o aumento nas despesas.
Apesar das perdas, os lucros brutos aumentaram de 247 para 299 milhões de dólares de Hong Kong. As receitas foram de 6800 milhões – mais quase 700 milhões em termos anuais.

A empresa South Shore Holdings Limited diz ter empréstimos no valor aproximado de 4144 milhões de dólares de Hong Kong, dos quais 4116 milhões terão que ser reembolsados no prazo de um ano.

De acordo com o comunicado, até ao final de Março, o passivo da South Shore Holdings ultrapassa os activos em 3 mil milhões de dólares de Hong Kong.

Hugo Pinto