Em destaque

20 de Março 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.2173 patacas e 1.1350 dólares norte-americanos.

Obras na Almeida Ribeiro afectam 15 rotas de autocarros
Quarta, 27/06/2018
A Avenida Almeida Ribeiro vai estar condicionada ao trânsito para obras no sistema de drenagem e reparação do pavimento. Vão ser dois meses de trabalhos durante 24 horas, numa avenida por onde circulam actualmente mil carros por hora nos dois sentidos.

A Direcção para os Assuntos de Tráfego (DSAT) prevê que as obras na Almeida Ribeiro afectem 160 mil pessoas. As obras começam já este sábado, 30 de Junho, e vão estender-se até 31 de Agosto, em duas fases.

Na primeira fase, de 30 de Junho a 13 de Julho, o trânsito faz-se apenas num sentido entre o BNU e a Rua dos Mercadores. Depois, a partir de 14 de Julho, isso alarga-se a toda a avenida, desde o BNU até ao Ponte 16.

Durante os dois meses das obras, 15 carreiras de autocarros vão deixar de passar pela Almeida Ribeiro.

Serão desactivadas as paragens de autocarros junto ao Banco Tai Fung, Rua Camilo Pessanha, Rua dos Mercadores, Rua das estalagens e Rua 5 de Outubro.

No mesmo período serão criadas duas carreiras temporárias: Uma é a 26 AT, que parte da Rua Norte do Patane e segue um novo itinerário até à Taipa. Outra é a 88 T, que vai ser operada em modo de shuttle gratuito, no percurso entre a Barra e o NAPE, com ligação através da carreira 10A.

Entretanto, a paragem da Praia Grande/ Si Toi será temporariamente deslocada 100 metros em direcção ao Jardim de S. Francisco.

As novas rotas dos autocarros já estão disponíveis no site e na aplicação para telemóveis da DSAT. As rotas afectadas surgem a cinzento e as paragens provisórias aparecem a vermelho.

Durante as obras, a DSAT prevê mais engarrafamentos nas horas de ponta no centro da cidade. As autoridades aconselham as deslocações a pé.

Para quem usa carro, há alterações também na entrada para o autosilo perto do Beco do Senado. Passa a ser feita pela Rua Padre Luís Fróis.

Por causa da “elevada pressão sobre o trânsito”, vai ser probida a circulação dos autocarros turísticos entre as 06h00 e as 09h30 e entre as 16h30 e 21h00, em algumas vias, incluindo na Rua D. Belchior Carneiro.

As obras incluem a intervenção do Instituto para os Assuntos Cívicos e Municipais, companhias de Electricidade e Água, e empresas de telecomunicações CTM e MTEL. As duas fases estão estimadas em cerca de quatro milhões de patacas.

Fátima Valente