Em destaque

14 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.1522 patacas e 1.1278 dólares norte-americanos.

DSAL investiga queixas de trabalhadores do Venetian
Terça, 26/04/2011
A Direcção dos Serviços para os Assuntos Laborais (DSAL) está a investigar as queixas apresentadas por centenas de trabalhadores do Venetian, que acusam a empresa de os obrigar a ficar no local de trabalho durante a hora de almoço, sem a devida compensação. A garantia de que a DSAL está a acompanhar o caso foi dada hoje, 26 de Abril, pelo director Shuen Ka Hung, à margem de um almoço com jornalistas.

O director explica que a lei laboral obriga o empregador a conceder pausas de 30 minutos após cinco horas consecutivas de trabalho. Pausas que, segundo a lei, devem ser inseridas no horário normal de trabalho, caso o trabalhador seja impedido de sair do local.

De acordo com a acutal lei labora, caso venha a ser provado que a Venetian violou esta norma, a empresa enfrenta uma multa de vinte mil a cinquenta mil patacas por cada trabalhador lesado.