Em destaque

19 de Outubro 2018: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.3072 patacas e 1.1459 dólares norte-americanos.

Livro de História: Referência negativa a portugueses de fora
Quarta, 13/06/2018
O Gabinete do secretário para os Assuntos Sociais e Cultura afirma que “a associação dos portugueses a actividades de contrabando e corrupção não será incluída na versão final” do manual de História.

A decisão, lê-se em comunicado do gabinete de Alexis Tam enviado à TDM-Rádio Macau, surgiu após contactos com a Direcção dos Serviços de Educação e Juventude e com a editora responsável pelo conteúdo dos manuais.

O esclarecimento surge depois de várias notícias veiculadas na imprensa local, relativamente ao conteúdo de manuais de história que incluem referências negativas sobre a passagem dos portugueses pelo território.

Na semana passada, o deputado suspenso Sulu Sou dizia à TDM-Rádio Macau que o manual é composto por 18 capítulos, incluindo três sobre a história de Macau, que entende estar contada de forma incompleta. Segundo ainda Sulu Sou o manual poderia ser utilizado já no próximo ano lectivo por algumas escolas.

O livro foi produzido com a colaboração da Editora de Educação Popular (People's Education Press), que funciona sob a liderança do Ministério da Educação chinês.

Marta Melo