Em destaque

14 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.1522 patacas e 1.1278 dólares norte-americanos.

Lai Chi Vun: Conselho do Património contra classificação
Quarta, 06/06/2018
Mais de 80 por cento dos membros do Conselho do Património Cultural está contra a classificação como Bem Imóvel dos estaleiros navais de Lai Chi Vun. A informação foi revelada hoje pela presidente do Instituto Cultural, Mok Ian Ian.

Numa reunião, realizada ontem, à porta fechada, 14 dos 17 membros presentes manifestaram-se contra, por receio de que a classificação como Bem Imóvel tenha como consequências limitações à intervenção na zona dos estaleiros. Isto porque, uma vez classificados, os estaleiros ficam protegidos ao abrigo da Lei da Salvaguarda do Património Cultural.

Questionada sobre o porquê de a reunião ter sido vedada à comunicação social, Mok Ian Ian disse que foi para evitar que os membros do Conselho do Património Cultural fossem alvo de “preconceitos” e para que pudessem discutir abertamente sobre Lai Chi Vun.

A presidente do Instituto Cultural disse também que continua em curso o “Procedimento de Classificação de Bem Imóvel”. Um processo iniciado pelo Governo em Janeiro e que está a decorrer até Dezembro.

O Instituto Cultural reiterou ainda que, nesta altura, falar da destruição dos estaleiros “é uma mera hipótese”.

As decisões do Conselho de Património Cultural têm carácter consultivo e não vinculativo.

No entanto, a prática que tem sido seguida pelo Governo é a de adotar as decisões tomadas pelo Conselho, que é composto por 19 membros.

O secretário para os Assuntos Sociais e Cultura, Alexis Tam, e a presidente do Instituto Cultural, Mok Ian Ian, são presidente e vice-presidente do Conselho, respectivamente. Ambos marcaram presença na reunião participada por 17 membros.

Fátima Valente