Em destaque

18 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,1616 patacas e 1,1296 dólares norte-americanos.

 

Festival de Artes conta com mais de cem actuações
Quarta, 21/03/2012

O Festival de Artes de Macau arranca dia 1 de Maio. São 33 programas diferentes, para mais de cem actuações em 13 locais da cidade – do tradicional Centro Cultural de Macau ao antigo Tribunal Judicial de Base.

 

O Festival de Artes começa com ópera chinesa pelo Teatro Nacional de Pequim e termina ao som de Mozart, num espectáculo do Mark Morris Dance Group.

 

A companhia de dança Olga Roriz presta homenagem à terra onde nasceu, com o ballet “Nortada”, uma viagem ao Norte de Portugal. O espectáculo está marcado para 23 de Maio, sendo a única presença portuguesa no festival.

 

Este ano, o cartaz do Festival reserva vários programas para o público infantil, noeadamente “O planeta dos beetlebuns” e “Landscapes”.  Tanto nas peças infantis como nas que são destinadas apenas a adultos, há uma forte presença de grupos de Macau, num festival que se quer como uma forma de incentivar as artes da casa. “Nos últimos anos, o Instituto Cultural (IC) começou a promover, a dar mais oportunidade para as associações artísticas locais, porque a nossa arte é o nosso rosto”, afirma Guilherme Ung Vai Meng, presidente do IC.

 

Durante o mês de Maio, há ainda para ver espectáculos ao ar livre, no norte da cidade, e a exposição anual de artes visuais de Macau. Na última semana do festival o Tap Seac acolhe o espectáculo “Congregation”, um ballet feito a pensar em quem anda na rua.

 

Os bilhetes do Festival de Artes de Macau 2012 estão à venda a partir do próximo domingo. O Instituto Cultural investiu este ano 23 milhões de patacas, mais um milhão do que no ano passado.