Em destaque

21 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.21 patacas e 1.13 dólares norte-americanos.

Hospital TaivexMalo ainda sem data para reabrir
Terça, 22/05/2018
Fez esta segunda-feira seis meses que o Hospital de Dia TaivexMalo,onde funcionava a Clínica Malo, foi suspenso. O espaço no Venetian continua encerrado ao público, sem data de reabertura.

A prática de procriação medicamente assistida, tráfico e contrabando de medicamentos de oncologia, falta de condições de higiene e segurança para a prestação de cuidados de saúde foram os motivos alegados, em Novembro, pelos Serviços de Saúde para suspender por 180 dias a licença do hospital TaivexMalo, detida pela empresa PHC-Pacific Health Care.

Actualmente decorre uma avaliação dos Serviços de Saúde para determinar se estão reunidas as condições para reabrir o hospital privado.

Em resposta à TDM-Rádio Macau, os Serviços de Saúde informaram que “recentemente realizaram uma verificação in loco no Hospital de Dia TaivexMalo, e que “ainda decorre a avaliação das condições do hospital, para que se determine se é ou não adequado o reinício do funcionamento”.

Não foi adiantada uma data prevista sobre a conclusão do processo de avaliação em curso. Apenas que cabe aos Serviços de Saúde determinar o termo da suspensão da licença, após verificação de documentos e inspecção in loco por aqueles serviços.

Desde Novembro até à data, os Serviços de Saúde receberam duas queixas relacionadas com vacinas. Foi instaurado um processo para acompanhar as queixas.

Além da suspensão da licença em Novembro do ano passado, foram também aplicadas multas a quatro médicos e um enfermeiro devido a várias irregularidades. De acordo com os Serviços de Saúde, as multas, no valor de 179 mil patacas, já foram pagas.

A Clínica Malo, da responsabilidade do dentista Paulo Maló, funcionou no hospital TaivexMalo até à suspensão da licença.

Paulo Malo demarcou-se do caso desde que foi conhecida a suspensão. O empresário alegou então que a ordem de encerramento não abrangia a sua empresa, mas que a medida afectava na prática o funcionamento da Clínica Malo, uma vez que os tratamentos dentários e cuidados médicos do hospital de dia eram realizados no mesmo espaço.

Um mês depois de instaurada a suspensão, em Dezembro do ano passado, a Clínica Malo prometia voltar a operar em Macau num local a designar em breve.

A Rádio Macau perguntou se tinha, entretanto, havido algum pedido por parte da Clínica Maló para se estabelecer fora do Venetian. Os Serviços de Saúde dizem apenas que a clínica dentária é um dos serviços autorizados a prestar pelo Hospital de Dia TaivexMalo.

Nestes seis meses em que a actividade do hospital tem estado suspensa, os clientes da clínica dentária têm sido reencaminhados para outras clínicas no interior da China, em Shenzhen e Cantão.

De acordo com o jornal Expresso, o BNU avançou em Março com uma acção de execução contra a Clínica Maló com vista à cobrança de uma dívida de quase 63 milhões de patacas.

Fátima Valente com Marta Melo