Em destaque

18 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,1616 patacas e 1,1296 dólares norte-americanos.

 

Neto Valente: "Há advogados que não têm o perfil adequado"
Sexta, 18/05/2018
Jorge Neto Valente diz que há advogados que têm mais perfil para ser agentes de negócios do que para exercer a profissão.

O convidado desta semana do Rádio Macau Entrevista refere que há actualmente 400 advogados a exercer em Macau e 150 estagiários. Para o presidente da Associação dos Advogados faltam bons profissionais.

“Há gente de muito boa qualidade, mas também há gente que não tem o perfil que devia ter. Nomeadamente, no perfil moral e deontológico que seria o mais adequado. Há muita gente que escolhe a advocacia, porque acha que é uma maneira de enriquecer rapidamente. Alguns dos que conseguem inscrever-se têm mais perfil para mediadores imobiliários e para agentes de negócios alheios do que propriamente para advogados dos interesses dos seus clientes”, disse Jorge Neto Valente.

Com o protocolo com a Ordem dos Advogados de Portugal suspenso desde 2013, após várias tentativas para retomar o acordo que permitia o ingresso de profissionais de Portugal em Macau e vice-versa, Neto Valente arrisca agora dizer que a maioria dos membros da associação não tem interesse em que o protocolo seja retomado.

“Neste momento, se fosse feito um referendo na classe, talvez a maioria dos inscritos diria que não quer protocolo algum com a Ordem dos Advogados Portugueses. As razões são várias, mas a principal é porque aumenta a concorrência dos profissionais qualificados”.

O presidente da Associação dos Advogados é o convidado desta semana do Radio Macau Entrevista, numa altura em que se comemora o Dia do Advogado durante o fim-de-semana.

Uma entrevista para ouvir este sábado, ao meio-dia, em que Neto Valente diz também que há cada vez mais cidadãos a recorrer ao Gabinete de Ligação, em vez de procurarem o Governo.

“Hoje, o número de pessoas que se dirigem ao Gabinete de Ligação, em vez de se dirigirem ao Governo local, é maior. O número de pessoas que vão fazer queixa do Governo local ao Gabinete de Ligação, o que significa que têm uma expectativa de que haja mensagens a serem transmitidas para o Governo Central. Isso significa o quê? Isso não significa que o Gabinete de Ligação se esteja a meter na Governação local, embora a mim não me repugna que o Gabinete de Ligação – é para isso que é “de ligação” – faça transmissão de mensagens do Governo Central para o Governo local e vice-versa”.

Para além da emissão de sábado, o Rádio Macau Entrevista repete segunda-feira, às 10h30, e a qualquer momento no site e na aplicação da TDM.

Sónia Nunes