Em destaque

18 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,1616 patacas e 1,1296 dólares norte-americanos.

 

UMAC aposta no controlo de qualidade da medicina tradicional
Segunda, 19/03/2012

O Fundo para as Ciências e Tecnologia apresentou hoje os resultados de quatro trabalhos, com destaque para a medicina tradicional chinesa. São projectos na área da saúde pública que contaram com financiamento do Governo. 

 

Um dos projectos, da autoria de investigadores da Universidade de Macau (UMAC), pretende ajudar a acabar com um problema comum aos fármacos usados na medicina tradicional: a dificuldade no controlo de qualidade. É difícil saber, com certeza, como são feitos os chás, xaropes e comprimidos receitados por quem segue o método oriental. Li Shaoping, professor e investigador da UMAC, decidiu avançar com um projecto que pretende acabar com alguns mistérios: “Na maioria dos casos, os componentes activos efectivos são desconhecidos. É difícil controlar a qualidade. O objectivo do controlo de qualidade é garantir a segurança e eficácia.”

 

O projecto da equipa de Li visa a sistematização dos componentes globais de dez fármacos muito usados na medicina tradicional chinesa. O investigador acredita que a equipa da Universidade de Macau tem um papel a desempenhar nesta área de conhecimento. “Macau vai ter um parque industrial de medicina chinesa. O controlo de qualidade precisa de uma mudança. Podemos fazer isso”, destaca.

 

A UMAC apresentou ainda um projecto sobre a utilização de tecnologia na medicina tradicional chinesa, área que merece também os esforços de pesquisa da Universidade de Ciência e Tecnologia. Na instituição académica do COTAI foi igualmente feito um estudo sobre a identificação da legionela nos hospitais e ambientes públicos de Macau.

 

Ultrapassada apenas pela informática, a medicina tradicional chinesa tem sido dos campos de investigação a merecer mais apoios do Fundo para o Desenvolvimento das Ciências e Tecnologia. Os quatro projectos apresentados receberam, em média, dois milhões de patacas.