Em destaque

18 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,1616 patacas e 1,1296 dólares norte-americanos.

 

Union Pay: Levantamentos ilegais dão 3 milhões de prejuízo
Terça, 27/03/2018
Em 2017, os casos de levantamentos ilegais de dinheiro através de terminais de pagamento da Union Pay em Macau implicaram um prejuízo para a Union Pay International de 2,9 milhões de patacas.

Os dados são da Polícia Judiciária (PJ), que indica que o valor está muito abaixo do registado em 2016, altura em que as perdas para a empresa foram superiores a 11 milhões de patacas.

A PJ não revela, no entanto, o valor total das transacções ilegais.

Em resposta a vários órgãos de comunicação social, incluindo a TDM Rádio Macau, a PJ informa que investigou 15 casos relativos ao crime de levantamento ilegal de dinheiro com cartões Union Pay.

No total foram detidas 43 pessoas. A maior parte (37) era do interior da China e seis de Macau. Todos foram encaminhados como arguidos para o Ministério Público.

Na maioria dos casos, o esquema passava pela angariação de turistas em casinos ou na proximidade.

Os turistas seguiam depois para algumas lojas de penhores e joalharias para levantarem o dinheiro, através de terminais de pagamento automático da Union Pay da China Continental.

As autoridades verificaram também que “em algumas casas de penhores e joalharias, para reduzirem os custos de exploração e obterem mais lucros, aproveitaram-se das máquinas POS da China para também prestarem ilegalmente este serviço”.

Diz a polícia que “algumas dessas lojas actuam de forma movimentada e mais escondida, recrutando intermediários para meterem conversa com os jogadores nos casinos e oferecerem-lhes o serviço de levantamento de dinheiro com baixos emolumentos”.

“Uma vez acertado o serviço, os jogadores são levados para dentro de uma viatura estacionada fora do casino ou junto de uma loja indicada onde foi instalada a máquina POS”, acrescenta a PJ.

Fátima Valente