Em destaque

21 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.21 patacas e 1.13 dólares norte-americanos.

Governo vai aumentar equipas de apoio a idosos isolados
Quinta, 22/03/2018
O Governo vai criar mais uma equipa de apoio domiciliário aos idosos isolados nos próximos dois anos. Numa sessão plenária com especial ênfase na questão dos idosos, o deputado Zheng Anting referiu que Macau tem 7.000 idosos em condição de isolamento. Questionado sobre o possível aumento das equipas de serviços de apoio e cuidados domiciliários, o secretário para os Assuntos Sociais e Cultura disse que, em Dezembro, foi criada uma nova equipa, totalizando seis. E há mais a caminho.

“Em breve, vamos criar mais uma equipa. E vamos continuar a aumentar, consoante as necessidades da população”, disse Alexis Tam.

O secretário mencionou também a criação de lares em áreas da Grande Baía de Guangdong, tendo falado mesmo de “bairros para os idosos” como uma “boa solução”. A possibilidade está ainda dependente do plano geral para o futuro plano regional, que vai englobar Macau.

Alguns deputados demonstraram também preocupação com a demora dos processos de admissão dos idosos nos lares, que podem chegar a um ano. Para além disso, os números apresentados pelos deputados durante a sessão falam de apenas 70 por cento das vagas preenchidas.

A resposta veio de Celeste Wong, presidente do Instituto de Acção Social (IAS), que fala num processo que pode, por natureza, demorar.

“Temos de garantir que as vagas estão a ser bem utilizadas. O processo pode demorar, mas há novas vagas todos os dias”, disse Celeste Wong.

A directora do IAS lembrou que estão três lares em projecto, que vão proporcionar mais 300 camas até 2020.

João Picanço