Em destaque

19 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.16 patacas e 1.12 dólares norte-americanos.

AMCM: Macau capaz de resisitir a impacto de medidas de Trump
Sexta, 23/03/2018
A Autoridade Monetária de Macau diz que o território tem uma economia capaz de enfrentar as flutuações dos mercados financeiros.

Esta é a reacção ao mais recente episódio da guerra comercial entre a China e os Estados Unidos, depois de Donald Trump ter confirmado a decisão de aplicar tarifas sobre as importações chinesas num valor anual até 60 mil milhões de dólares.

Sobre o que descreve como "medidas alfandegárias punitivas" contra produtos da China, a Autoridade Monetária afirma, em comunicado, que está atenta ao eventual impacto, mas ressalva que ainda é preciso confirmar os itens tarifários envolvidos.

Não obstante, refere que está preparada para “desencadear, atempadamente, as medidas apropriadas que a situação justificar”, com vista a assegurar a estabilidade da economia e do sistema financeiro de Macau.

O Governo refere ainda os volumes da reserva financeira e cambial e a previsão de crescimento económico para sustentar que pode fazer face aos eventuais impactos da decisão norte-americana.

De acordo com o Fundo Monetário Internacional, a economia de Macau vai crescer 7 por cento este ano e 6,1 por cento em 2019.

As principais bolsas asiáticas fecharam hoje com fortes perdas.

Em Pequim, o ministro dos Negócios Estrangeiros ameaçou aumentar as tarifas aplicadas às importações de bens provenientes dos Estados Unidos – em concreto, carne de porco e tubos de alumínio.

Fátima Valente