Em destaque

21 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.21 patacas e 1.13 dólares norte-americanos.

Xi Jinping:"Mais amor à pátria e menos ideias separatistas"
Terça, 20/03/2018
É preciso que os cidadãos de Macau e Hong Kong amem mais a China, na opinião de Xi Jinping. Durante o discurso de encerramento da Assembleia Popular Nacional, o Presidente, reconduzido para novo mandato de cinco anos, diz que é preciso haver “mais devoção à pátria e menos ideias separatistas”.

Xi Jinping prometeu que as autoridades vão promover “de forma pacífica” a aproximação das regiões administrativas especiais à China e acrescentou que “quaisquer tentativas independentistas estão condenadas ao fracasso”.

O princípio um país, dois sistemas é para continuar a ser implementado em Macau e Hong Kong e as regiões são para serem “governadas pelas suas gentes, com alto grau de autonomia”. Xi pede que as leis locais sejam seguidas, como forma de “promover o desenvolvimento conjunto de todo o país”.

Nas palavras do Presidente, o Partido Comunista é o “líder de tudo e vai sempre ser o suporte da nação e povo da China”.

No discurso, proferido perante cerca de 3.000 delegados da Assembleia no Grande Palácio do povo, em Pequim, foi também pedido que todas as organizações e a população dos mais variados sectores se unam à volta do partido.

Quanto à posição internacional da China, Xi Jinping garantiu que o país não vai ser uma ameaça para qualquer outra nação do Mundo. Diz o presidente chinês que “só aqueles que estão acostumados a ameaçar os outros podem ver todos à sua volta como uma ameaça”.

Sobre a reeleição, Xi diz-se “honrado” e prometeu continuar a servir, com lealdade, o povo. Recordamos que a Assembleia Popular Nacional deste ano ficou marcada pela abolição do limite de dois mandatos do Presidente.

João Picanço