Em destaque

21 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.21 patacas e 1.13 dólares norte-americanos.

Escola Portuguesa: Jovem agredido teve alta
Quinta, 15/03/2018
O jovem que foi agredido na Escola Portuguesa de Macau (EPM) já teve alta, mas só vai regressar as aulas em Abril, já que, segundo a TDM Rádio Macau apurou, necessita de repouso absoluto em casa.

O aluno de 13 anos deverá recuperar a 100 por cento das lesões sofridas. Contudo, mantém-se o cenário de amnésia parcial, sendo ainda incerto o período de recuperação total.

Os pais do aluno apresentaram uma queixa à polícia depois de o filho ter sido agredido por um colega dois anos mais velho.

Em reacção ao sucedido, a direcção da EPM diz que os casos de violência na Escola Portuguesa “são residuais”. Em comunicado enviado à TDM Rádio Macau, os responsáveis do estabelecimento de ensino referem que a direcção e os órgãos de supervisão pedagógica “têm tomadas diversas medidas no sentido de garantir a segurança dos alunos e de prevenir episódios de violência”.

A direcção da escola fala no reforço da vigilância nos recreios e o alargamento do apoio prestado pelos serviços de psicologia e orientação escolar.

No comunicado, a direcção da Escola Portuguesa diz ainda que “quando há casos de violência entre alunos são adoptados todos os procedimentos necessários ao apuramento dos factos e aplicadas as medidas previstas no regulamento interno do estabelecimento de ensino”.

A finalizar, entende a direcção da escola portuguesa “dever ser privilegiada a componente formativa do carácter dos alunos, no respeito pela reserva da vida privada e da integridade física e moral, com vista ao desenvolvimento integral e equilibrado”.

Gilberto Lopes com Rui Cid