Em destaque

18 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,1616 patacas e 1,1296 dólares norte-americanos.

 

Washington diz que faltam regras para os junkets
Terça, 13/03/2012

Os promotores do jogo em Macau continuam a não estar suficientemente regulados. É a principal conclusão do mais recente relatório do Departamento de Estado norte-americano, que continua a ser crítico em relação ao modo como está estruturada a principal indústria do território.

 

Para Washington, o jogo em Macau está muito dependente dos promotores do sector, que não estão suficientemente regulados. Como consequência, aponta o relatório do Departamento de Estado norte-americano, criam-se condições para a prática de lavagem de dinheiro.

 

Mas os Estados Unidos reconhecem, ainda assim, que Macau está a esforçar-se para desenvolver uma estrutura legal de combate ao branqueamento de capitais de acordo com os padrões internacionais.

 

O relatório do Departamento de Hillary Clinton vinca que os junkets são cada vez mais populares entre os jogadores que procuram o anonimato para a transferência de fundos e como alternativa para as restrições de movimento de moeda na China. A ausência de controlos monetários e cambiais facilita o branqueamento de capitais, acrescenta o documento.

 

Washington sugere que Macau continue a reforçar a coordenação interdepartamental para prevenir a lavagem de dinheiro na indústria do jogo, especialmente através da introdução de uma supervisão mais forte da actividade dos junkets. Aconselha ainda a implementação de requerimentos obrigatórios transfronteiriços de declaração de moeda.