Em destaque

18 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,1616 patacas e 1,1296 dólares norte-americanos.

 

Concurso de táxis: associação quer ver critérios alargados
Quarta, 28/02/2018
A Associação dos Taxistas de Macau defendeu hoje um alargamento dos critérios para o concurso público de atribuição de 100 novas licenças de táxi. O grupo pede que, além dos carros eléctricos, previstos pelo Governo, possam também concorrer veículos híbridos, isto é, movidos a electricidade e a gasolina.

Em declarações no programa Fórum Macau, da Ou Mun Tin Toi – o canal em língua chinesa da Rádio Macau –, o vice-presidente da associação, Tai Kam Leong, disse não acreditar que as baterias durem para as longas horas de utilização dos táxis.

O Governo anunciou no início deste mês que as 100 licenças de táxis que o Executivo pretende atribuir este ano são para veículos totalmente eléctricos. A informação foi avançada a 7 de Fevereiro, em conferência de imprensa, no mesmo dia em que abriu o concurso público para a atribuição dos alvarás.

Quem também participou hoje no programa Fórum Macau da Ou Mun Tin Toi foi Jane Leong, do Departamento de Serviço ao Cliente, da Companhia de Electricidade de Macau (CEM). Em declarações à TDM – Rádio Macau, a responsável explicou que existem actualmente 120 postos de carregamento de veículos eléctricos nos parques de estacionamento públicos de Macau, devendo esse número subir para 200 até 2019. Mas a taxa de utilização “é muito baixa”.

“Por enquanto, de acordo com os nossos dados, a taxa de utilização nos parques de estacionamento públicos é apenas inferior a dois por cento. Portanto, neste caso, ainda há margem para as pessoas fazerem uso disto. Mas, claro, temos de ver, depois da entrada em circulação dos 100 novos táxis, qual o seu modelo de operação, porque depende das suas horas de funcionamento, de quando vão carregar os veículos nos parques públicos, ou se vão instalar algum carregador privado”, explicou Jane Leong, acrescentando não poder, por isso, comentar agora se o sistema de carregamento existente nos parques públicos é suficiente ou não.

Jane Leong admite que, em Janeiro, já houve uma mudança no padrão de utilização destes postos de carregamento, devido à entrada em circulação de 16 táxis eléctricos, mas, ainda assim, a taxa de utilização continua a ser baixa.

Fátima Valente (com Sofia Jesus)