Em destaque

19 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.16 patacas e 1.12 dólares norte-americanos.

CEM: dimensão de Macau apropriada para autocarros eléctricos
Quarta, 28/02/2018
A Companhia de Electricidade de Macau (CEM) acredita que a dimensão do território é favorável a uma aposta num sistema de autocarros públicos eléctricos, mas ressalva que é preciso respeitar a visão do Governo sobre esta matéria. Isso mesmo afirmou hoje, à TDM – Rádio Macau, Jane Leong, do Departamento de Serviço ao Cliente da CEM.

“Macau é muito pequeno, por isso, pensamos que é apropriado, em termos de condições, mas, claro, estamos a falar de políticas do Governo. Portanto, tem a ver com essa direcção, se querem ou não implementar esta medida”, comentou Jane Leong, acrescentando que, além do tamanho do território, “há vários factores” que podem afectar a decisão do Executivo, como, por exemplo, “o modelo de operação” dos autocarros.

“Esta é uma direcção do Governo; temos de cooperar com eles. Talvez eles tenham algum estudo sobre esta questão e por isso digam isso [que neste momento não há condições para avançar com a medida], mas, para nós, como empresa fornecedora de electricidade, claro que apoiamos transportes ecológicos”, explicou a responsável.

Em Outubro, a Direcção dos Serviços para os Assuntos de Tráfego afastou a ideia de generalizar o uso de autocarros eléctricos em Macau. Na altura, o organismo disse ao Jornal Tribuna de Macau que esta “não é a altura certa” para avançar com a medida, devido ao “elevado custo” e às “infra-estruturas adicionais” que tal implicaria. Já na semana passada, o organismo disse ao diário que, "uma vez que os aspectos técnicos e as infra-estruturas associadas aos veículos eléctricos estão constantemente a ser actualizados", vai “prestar muita atenção ao uso de veículos eléctricos nas regiões vizinhas, analisar e testar para perceber se algum dos modelos utilizados é adequado a Macau ou não”.

Sofia Jesus