Em destaque

18 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,1616 patacas e 1,1296 dólares norte-americanos.

 

Coutinho descarta efeitos de mandatos ilimitados na China
Terça, 27/02/2018
Macau vai passar ao lado da questão do fim do limite aos mandatos do presidente da China, considera o deputado José Pereira Coutinho.

Em declarações à margem do almoço de Ano Novo Lunar da Assembleia Legislativa, Coutinho descartou que a proposta de alteração da constituição chinesa para eliminar o limite aos mandatos dos cargos de presidente e vice-presidente terá consequências em Macau: “Para nós, nem aquece nem arrefece, porque temos uma Lei Básica, que não vai ser alterada de maneira nenhuma. Tudo se vai manter e cumprir rigorosamente e isso é bom para Macau”.

O deputado disse ainda que, enquanto democrata, o considera o fim do limite dos mandatos um retrocesso.

Contudo, lembra que a linha orientadora da China é muito diferente das democracias ocidentais: “Deu-se um passo atrás. Vamos ver até que ponto poderá ser extraída alguma consequência de tudo isto. Os resultados, a breve trecho, são positivos, porque vão consolidar as políticas que o presidente chinês pretende, nomeadamente o combate à corrupção, maior transparência administrativa, melhor servir os desejos da população, nomeadamente a habitação e segurança social. Tudo isto exige que não haja quebras, embora na China mudam as pessoas, mas as políticas, basicamente, mantêm-se inalteradas”.

TDM – Rádio Macau