Em destaque

25 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,0449 patacas e 1,1156 dólares norte-americanos.

 

Método Hondt deve ser usado em Macau, diz Jorge Godinho
Sábado, 10/03/2012

Jorge Godinho, número dois da lista Voz Plural, Gentes de Macau, defende mais deputados pela via directa. “O sistema devia evoluir para ter mais quatro ou seis deputados pelo sufrágio directo. Para passar a ter uma maioria de deputados eleitos: 18 versus 17. Seria uma meta mais ambiciosa, sem ser um grande salto”, disse no Rádio Macau Entrevista. Jorge Godinho acrescenta que os deputados nomeados devem manter-se, “o Chefe do Executivo deve até designar um membro da comunidade portuguesa”, e propõe alterações no sistema de contagem de votos. “Com o actual sistema vamos ter vários pares de listas divididas artificialmente para tentar eleger um terceiro ou um quarto deputado. Devemos abandonar esta regra que temos da divisão de votos por 1,2,4,8,16, etc., e passar para o método de Hondt, que é um método proporcional mais fidedigno. A divisão de listas não deve ser encorajada e não faz sentido. É um sinal que algo está mal no actual sistema, que precisa de ser alterado”.

 

Jorge Godinho afirma que as alterações que estão a ser preparadas (mais dois deputados pela via directa e outros tantos pela via indirecta) não representa qualquer alteração ao nível da Assembleia Legislativa, que tem vindo a assumir-se como “um fórum de debate. Tem vindo a crescer em termos políticos”.

 

Jorge Godinho não concorda também que as eleições legislativas se realizem em Setembro, “por causa do tempo” e propõe Maio para a realização do acto eleitoral.

 

Entrevista com Jorge Godinho para ouvir na nossa página na internet (Rádio Macau Entrevista com Jorge Godinho).