Em destaque

21 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.21 patacas e 1.13 dólares norte-americanos.

Governo abre concurso para 100 táxis eléctricos
Quarta, 07/02/2018
As 100 licenças de táxis normais que o Governo pretende atribuir este ano são para veículos totalmente eléctricos. O anúncio foi feito hoje, em conferência de imprensa, no mesmo dia em que abriu o concurso público para a atribuição dos alvarás.

Luís Gageiro, subdirector dos Serviços para os Assuntos de Tráfego, diz que a decisão de reservar as novas licenças para veículos eléctricos “corresponde à política da RAEM de implementar meios de transporte que protejam o ambiente”.

O número de posto de carregamento de veículos eléctricos tem vindo a aumentar, em Macau: são 101, distribuídos por 28 parques de estacionamento público. Luís Gageiro diz que os proprietários dos novos táxis “podem utilizar estes equipamentos para fazer a recarga”. A oferta é suficiente? “Vamos monitorizar a situação. Se for preciso, vamos avaliar a necessidade de implementar mais ou não”, adianta o subdirector da DSAT.

O Plano Quinquenal de Desenvolvimento de Macau prevê a instalação de 200 postos de carga até ao próximo.

O concurso público para atribuição das licenças de táxis termina no dia 8 de Março e continua a fixar o valor mínimo de licitação de cada alvará em 200 mil patacas. Nos últimos anos, o valor mais alto avançado ultrapassou um milhão de patacas.

As licenças continuam a ser válidas por oito anos e intransmissíveis.

As regras do concurso estabelecem ainda que os táxis, além de eléctricos, têm de estar equipados com sistema GPS. O objectivo da DSAT é recolher os dados para análise da situação do trânsito.

Em Macau, há 1590 táxis em Macau – 100 são por chamada. O Governo considera a oferta “suficiente” – “para residentes e turistas”, sublinha Gageiro.

Sónia Nunes