Em destaque

18 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,1616 patacas e 1,1296 dólares norte-americanos.

 

Universidade dos EUA retira diploma honorário a Steve Wynn
Sexta, 02/02/2018
A Universidade da Pensilvânia, nos Estados Unidos, anunciou a retirada do diploma de 'honoris causa' atribuído a Steve Wynn, devido às acusações de assédio e agressão sexual a várias funcionárias da Wynn Resorts.

De acordo com o jornal The New York Times, num “email” enviado à comunidade universitária, a presidente da instituição de ensino, Amy Gutmann, escreve que a Penn University retirou o diploma honorário a Steve Wynn devido à “natureza e gravidade das acusações”, bem como “ao padrão de comportamento abusador que descrevem, envolvendo actos e condutas contrários aos valores básicos da universidade”.

A 26 de janeiro, o diário norte-americano The Wall Street Journal relatou diversos incidentes, entre os quais que o presidente e director-executivo da Wynn Resorts e da Wynn Macau terá forçado uma mulher a ter relações sexuais.

Steve Wynn, de 76 anos, classificou as alegações como “absurdas” afirmou que a ex-mulher, Elaine, está na origem de tais acusações, destinadas a beneficiá-la no processo que trava contra ele, exigindo a revisão das condições do divórcio.

No campus da Universidade da Pensilvânia existe ainda uma área do exterior designada “Wynn Commons”, depois de o magnata, que ali se formou, ter doado 7,5 milhões dólares, em 1995.

Segundo o jornal The New York Times, a zona foi alvo de vandalismo, nos últimos dias, por parte dos estudantes, que cobriram o nome de Wynn com tinta preta.
Para esta sexta-feira está agendado um protesto no campus.

Hugo Pinto