Em destaque

25 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,0449 patacas e 1,1156 dólares norte-americanos.

 

DICJ: simulacro de incidente no Cotai atinge objectivo
Terça, 23/01/2018
A Direcção de Inspecção e Coordenação de Jogos (DICJ) considera que foram atingidos os objectivos no simulacro de um assalto, esta madrugada, no Galaxy Resort, no Cotai. Ao mesmo tempo, o organismo promete continuar a fiscalizar as medidas de segurança adoptadas nos recintos de jogo.

A operação, que tinha por nome “Captura do Lobo”, resultou de uma parceria entre a DICJ e os Serviços de Polícia Unitários (SPU), envolvendo entidades como o Corpo de Polícia de Segurança Pública, a Polícia Judiciária e o Corpo de Bombeiros, entre outras autoridades competentes.

De acordo com um comunicado dos SPU, a operação consistiu na simulação de “um assalto, com recurso a arma branca”. No simulacro, os quatro supostos assaltantes fugiram para a recepção do hotel, repleto de pessoas, e dois deles feriram dois transeuntes com uma faca, ao mesmo tempo que alegavam possuir material explosivo. A situação gerou “pânico” no local e provocou ferimentos em vários turistas, que caíram “no meio da confusão”.

Noutro comunicado, a DICJ sublinha que o simulacro realizado esta terça-feira constituiu “um mega exercício”, que é o primeiro do género a ter lugar na RAEM.

Ainda de acordo com a DICJ, a acção pretendia testar o mecanismo de comunicação em situações imprevistas, estabelecido em conjunto com as seis operadoras de jogo em Macau, depois dos casos de tiroteios ocorridos no ano passado em Manila, nas Filipinas, e em Las Vegas, nos Estados Unidos.

Sofia Jesus