Em destaque

18 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,1616 patacas e 1,1296 dólares norte-americanos.

 

Aterros protegem património, defende Morbey
Sábado, 20/01/2018
Jorge Morbey, que foi presidente do Instituto Cultural entre 1985 e 1989, critica o fim da zona de protecção do centro histórico, mas admite que os novos aterros vão servir de protecção ao património classificado pela UNESCO, por um período de cinco a dez anos: “O património continua a estar melhor do que estava antes da reunificação de Macau à China. Há uma coisa que não entendo que é, de facto, a eliminação das zonas de protecção.

A eliminação das zonas de protecção pode ter influência dos negócios de Macau. Os novos aterros, no prazo de cinco a dez anos, dão folga bastante para o património viver descansado”.

Entrevista com Jorge Morbey para ouvir ao meio dia, segunda-feira às 10,30 horas e em permanência nas plataformas digitais da TDM.

Gilberto Lopes