Em destaque

21 de Junho de 2018: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.4053 patacas e 1.1561 dólares norte-americanos.

Rota das Letras: Festival anuncia primeiros nomes
Quinta, 11/01/2018
A organização do festival literário Rota das Letras anunciou hoje os primeiros oito escritores para a sétima edição do evento: Ana Margarida de Carvalho (Portugal), Julián Fuks (Brasil), Rosa Montero(Espanha), Peter Hessler (EUA), Leslie T. Chang (EUA), A Yi (China), Han Dong (China) e Victor Mallet (Grã-Bretanha).

Em declarações à TDM-Rádio Macau, Hélder Beja, director de programação, revela que há vários outros autores já confirmados, mas o anúncio dos nomes fica para mais tarde.

Este ano, tal como tem sido hábito, volta a haver uma aposta em autores da China, Taiwan e Hong Konng.

“A Yi e Han Dong são autores de gerações diferentes. O Han Dong trabalha em várias frentes, é dono de um vasto curriculum, também é realizador de cinema, poeta, escreve para televisão e virá falar das várias facetas do seu trabalho. O A Yi tem uma história muito peculiar. Ele foi polícia antes de se tornar escritor, o que não deixa de ser um dado interessante e que se reflecte no seu trabalho”, conta Hélder Beja que adianta que, além de A Yi e Hong Dong, há “outros nomes interessantes” numa lista que a organização vai apresentar em breve.

Destaque também para a presença de autores do universo lusófono. Hoje foi anunciada a vinda do brasileiro Julián Fuks e da portuguesa Ana Margarida Carvalho.

“Julián Fuks é um excelente autor. O livro “A Resistência”, que ganhou o prémio, é um relato curto sobre a adopção. É, de facto, um grande livro e é com muito prazer que recebemos este autor brasileiro aqui em Macau. Também em língua portuguesa, Ana Margarida Carvalho, uma das pouquíssimas autoras a receber por duas vezes o prémio romance da Associação Portuguesa de Escritores e isso também nos deixa muito felizes. Trazer esta voz da literatura portuguesa. Uma mulher que começou como jornalista e que migrou para a literatura”, diz o director de programação do rota das letras.

Este é, de resto, um percurso de vida comum a muitos dos convidados do festival, como, por exemplo, Rosa Montero, “uma das autoras mais importantes da literatura espanhola contemporânea”.

A sétima edição vai contar também com uma forte componente de não-ficção. Hélder Beja salienta as vindas de Peter Hessler e da Leslie T. Chang, um casal que a organização queria há muito trazer ao festival.

“Têm um trabalho muito interessante sobre a China. Quase todo ele não-ficção. Leslie T. Chang com um trabalho sobre as mulher que viajam do norte para o sul da China para trabalhar nas fábricas da zona de Cantão, e o Peter Hessler, que foi, entre outras coisas, correspondente da New Yorker e que tem vários livros sobre a China”, diz Hélder Beja.

O festival literário Rota das Letras realiza-se entre 10 e 25 de Março.

Rui Cid