Em destaque

18 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,1616 patacas e 1,1296 dólares norte-americanos.

 

Macau e Guangdong ponderam novos canais alfandegários
Terça, 06/03/2012

A cooperação regional entre Macau, Hong Kong e Guangdong esteve ontem em destaque em encontros de alto nível que decorreram em Pequim. A possibilidade de realizar viagens de lazer entre os três territórios e Nansha, assim como o estudo da abertura de novos canais de circulação alfandegária entre Macau e Guangdong, foram alguns dos temas abordados.

 

Depois de assistir à abertura da sessão anual da Assembleia Popular Nacional, o Chefe do Executivo da RAEM, Fernando Chui Sai On, esteve ontem reunido com o secretário do Comité do Partido Comunista Chinês (PCC) de Guangdong. Wang Yang sugeriu uma aposta no desenvolvimento de Nansha, para novas oportunidades a nível de turismo.

 

Uma das ideias, segundo explicou o porta-voz do Executivo, Alexis Tam, era abordar, em conjunto, a viabilidade de lançar viagens individuais em barcos de recreio, definindo formas de gestão para facilitar a circulação transfronteiriça das embarcações. A sugestão agradou ao Chefe do Executivo da RAEM, que a considerou viável e uma forma de corresponder ao desenvolvimento de Macau como um centro internacional de turismo e lazer.

 

No encontro entre Fernando Chui Sai On e Wang Yang falou-se também sobre a questão alfandegária. Os dirigentes chegaram a um consenso no sentido de estudar a viabilidade de constituir novos canais, para enfrentar o fluxo crescente de pessoas que cruzam os dois territórios. No entanto, e de acordo com a nota divulgada ontem à noite pelo Gabinete de Comunicação Social, não há ainda qualquer proposta concreta.

 

Fernando Chui Sai On esteve também reunido com o governador da província de Guangdong, Zhu Xiaodan. Na reunião, os dirigentes traçaram um balanço positivo dos progressos alcançados recentemente a nível da cooperação regional, sobretudo a nível dos projectos na Ilha da Montanha e do desenvolvimento de infra-estruturas de trânsito transfronteiriço para a futura ponte Macau-Hong Kong-Zhuhai.