Em destaque

18 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,1616 patacas e 1,1296 dólares norte-americanos.

 

Alexis Tam rejeita a ideia da falta de médicos
Sexta, 05/01/2018
O secretário para os Assuntos Sociais e Cultura está confiante que Macau vai ter médicos suficientes para os próximos anos. Confrontado com uma interpelação do deputado Si Ka Lon e com a preocupação de alguns membros do hemiciclo perante as listas de espera nos hospitais públicos, Alexis Tam disse que Macau cumpre já com a recomendação internacional de uma média de “2,6 médicos por cada mil habitantes”. O secretário refere ainda que em 2017 existiam mais estudantes de medicina oriundos de Macau a cursarem na China Continental do que no ano anterior:

“Na China existem 19 instituições de ensino superior que receberam 154 estudantes de Macau em 2017, quando no ano anterior tinham sido 79. Ou seja, é o dobro”, disse Alexis Tam.

A deputada Song Pek Kei mostrou-se preocupada com a falta de médicos especialistas, mas Alexis Tam referiu que o Governo está a dar atenção a esta matéria: “Definimos um plano até 2020 em que precisamos de mais 285 médicos especialistas e já recrutámos cerca de 150. Se precisarmos de mais, podemos recrutar através da cooperação regional ou então em Portugal. Há dezenas de médicos portugueses interessados em vir para Macau. Não têm que se preocupar com a falta de médicos especialistas”.

João Picanço