Em destaque

18 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,1616 patacas e 1,1296 dólares norte-americanos.

 

Novos limites nos levantamentos não devem afectar o jogo
Terça, 02/01/2018
Os novos limites anuais de 100 mil yuan para levantamentos de dinheiro de cidadãos chineses no exterior só dificilmente vão afectar o sector do jogo em Macau. A análise da Union Gaming Securities Asia, citada pela imprensa especializada, diz que os efeitos da nova medida para 2018 na região, a existirem, vão ser “escassos”.

Grant Govertsen, analista da Union Gaming, diz que a maioria dos jogadores VIP utiliza crédito para os pagamentos.

A nota realça também que grande parte dos jogadores inseridos neste grupo já “estabeleceram contas no estrangeiro”, que não são abrangidas pela nova regra.
Os dados avançados pelo analista da Union Gaming falam também que a média anual de movimentos dos restantes jogadores fica abaixo dos 100 mil yuan.

Por outro lado, a previsão também aponta que um “número muito baixo” dos chamados “premium mass players” pode “migrar para o estatuto de VIP”. Os jogadores premium são, segundo Grant Govertsen, citado pelo site GGR Asia, aqueles que podem, eventualmente, ser afectados.

Em suma, as alterações impostas pelo Governo Central não “deixam antever um impacto real no jogo em Macau”, na opinião do analista.

Esta nova regra assenta especialmente nos levantamentos por indivíduo. Antes, o limite era também de 100 mil yuan, mas por conta, podendo, na prática, uma pessoa titular de várias contas bancárias levantar fora da China mais do que o valor agora estipulado.

João Picanço