Em destaque

13 de Dezembro de 2017: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.5148 patacas e 1.1755 dólares norte-americanos.

“Departamentos jurídicos mandam nos serviços públicos"
Quarta, 06/12/2017
No segundo dia das Linhas de Acção Governativa da tutela, o secretário para os Transportes e Obras Públicas fez autocrítica em relação ao modo de actuação dos serviços públicos: têm medo de decidir e nada se faz sem um parecer dos departamentos jurídicos.

“Fazemos um mau trabalho em relação ao passado. Agora todos querem jogar no seguro, tudo solicita um parecer jurídico. Agora quem manda nos nossos serviços é o departamento jurídico, ninguém pode decidir”, referiu Raimundo do Rosário.

Com a reestruturação em curso na tutela dos transportes e obras públicas, o número de serviços passou de 15 para 12. E Raimundo do Rosário garante que vai manter os esforços para controlar a dimensão dos serviços.

“Não quero ter 10 ou 20 departamentos e divisões. Os serviços da minha tutela não podem ter tantos departamentos e subdirectores. Temos quatro directores que têm cerca de 600 trabalhadores e o máximo são dois subdirectores. Não acho que a estrutura tenha que ser volumosa”, referiu.

André Jegundo