Em destaque

19 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.16 patacas e 1.12 dólares norte-americanos.

Novo reitor da UM é especialista em sistemas eléctricos
Sexta, 17/11/2017

Um especialista na investigação de sistemas eléctricos com experiência na direcção de instituições de ensino superior na China e no Reino Unido é o escolhido para ser o próximo reitor da Universidade de Macau.

 

De acordo com um comunicado da instituição de ensino pública, Yonghua Song foi o único nome recomendado pelo Conselho da Universidade ao Chefe do Executivo, tendo Chui Sai On já nomeado o novo dirigente, que assume funções no próximo dia 9 de Janeiro.

 

Wei Zhao, o actual reitor da Universidade de Macau (UM), anunciou em Março à comunidade académica da instituição que não se iria recandidatar a um terceiro mandato.

 

Wei Zhao é reitor da Universidade de Macau desde 2008 e o actual mandato terminaria apenas em Novembro de 2018.

 

A TDM – Rádio Macau procurou junto do gabinete de comunicação da UM saber quais as razões para o término antecipado do mandato de Wei Zhao, mas até ao momento não obtivemos resposta.

 

Num comunicado datado de Março, Peter Lam, o presidente do Conselho da Universidade, dizia que Wei Zhao deixaria o cargo no final do mandato.

 

Na nota agora distribuída, o Conselho da Universidade de Macau endereça “sinceros agradecimentos ao reitor Wei Zhao, pelos contributos à UM durante o mandato”.

 

O processo de recrutamento de um novo reitor foi iniciado em Março de 2017.

 

De acordo com o comunicado agora divulgado, “o processo global de recrutamento foi levado a cabo com auxílio de uma empresa internacional de consultadoria profissional na área de recursos humanos”.

 

A nota não refere quantas pessoas se candidataram, apenas que foi “feita uma selecção rigorosa”, tendo o Conselho recomendado ao Chefe do Executivo, “por unanimidade, o Professor Doutor Yonghua Song como o único candidato para o cargo de Reitor da UM”.

 

O processo, explica o comunicado, passou ainda por “várias sessões de consulta, a fim de recolher opiniões do Conselho da Universidade, dos funcionários e dos actuais e antigos alunos da UM, em relação ao perfil exigido para este cargo”.

 

O futuro reitor é chinês e tem experiência “na área da investigação” e em “cargos de direcção em instituições de ensino superior britânicas e do Interior da China”.

 

De acordo com a UM, Yonghua Song “possui rica experiência na gestão, de alto nível, do ensino superior; está muito familiarizado com o funcionamento e modelos operacionais de estabelecimentos de ensino superior da Europa, dos Estados Unidos da América e da Ásia e tem uma forte bagagem no que diz respeito à internacionalização de universidades e à promoção da respectiva cooperação internacional”.

 

Com este perfil, “o Conselho da Universidade entende que Song é a melhor escolha para liderar a Universidade de Macau no futuro desenvolvimento”.

 

O cargo mais recente de Yongua Song, desde Novembro de 2012 até à presente data, é o de Vice-Reitor Executivo da Universidade de Zhejiang.

 

Mas o futuro reitor também tem uma ligação antiga a Macau: em 2002 foi nomeado consultor do Conselho de Ciência e Tecnologia do Governo de Macau, cargo que continua a desempenhar até à presente data.

 

Em 1991, Yongua Song foi trabalhar como docente e investigador no Reino Unido. Em 1997, foi contratado como professor catedrático no Departamento de Engenharia Electrotécnica e de Computadores da Brunel University, onde, em 2004, foi nomeado pro-vice-chancellor, responsável pelos estudos de pós-graduação, tornando-se assim o primeiro académico chinês a integrar a equipa de gestão de alto nível duma universidade britânica.

 

Em 2007, passou a ser pro-vice-chancellor e professor catedrático de engenharia electrotécnica na University of Liverpool, acumulando as funções de Reitor executivo da Xi’an Jiaotong – Liverpool University em Suzhou, China.

 

Em 2009, regressou à China na sequência de um convite da Universidade de Tsinghua, tendo assumido as funções de professor catedrático de engenharia electrotécnica e Reitor assistente daquela universidade.

 

Desde Novembro de 2012 até à presente data, é Vice-Reitor Executivo da Universidade de Zhejiang, assim como director do seu campus internacional e professor catedrático de engenharia electrotécnica e ensino superior da mesma universidade.

 

As suas responsabilidades consistem no planeamento de desenvolvimento e promoção de internacionalização da instituição e no recrutamento de quadros de alto nível.

 

O Conselho da Universidade de Macau diz-se “confiante de que a instituição poderá aproveitar as oportunidades de desenvolvimento e avançar, com passos firmes, na prossecução das suas finalidades, rumo a um estabelecimento de ensino superior de excelência, a nível mundial”.

 

Hugo Pinto