Em destaque

21 de Março 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.2742 patacas e 1.1424 dólares norte-americanos.

Vales de saúde deverão passar a ser electrónicos
Terça, 14/11/2017

Os vales de saúde deverão passar a ser electrónicos e ter a validade de dois anos, em vez de apenas um, como actualmente. As propostas de alteração foram anunciadas esta manhã pelos Serviços de Saúde.

 

Em declarações aos jornalistas, depois de participar no programa Fórum Macau da Ou Mun Tin toi, a subdirectora dos Serviços de Saúde Ho Ioc San, explicou que a criação de um sistema electrónico para os vales de saúde – assente na utilização do Bilhete de Identidade de Residente – pode ajudar a minimizar o risco de infracções, bem como “reduzir as formalidades administrativas”.

 

Segundo Ho Ioc San, esta é uma medida que vai custar cerca de 24 milhões de patacas no primeiro ano, devido à necessidade de adquirir novo material. No entanto, o Governo espera que, nos anos seguintes, os custos anuais associados aos vales de saúde sejam reduzidos para cerca de 13 milhões por ano, abaixo dos actuais 17 milhões.

 

A subdirectora dos Serviços de Saúde ressalva que esta é ainda uma proposta, mas o objectivo é que a medida possa entrar em vigor a partir de Maio do próximo ano.

 

Sofia Jesus