Em destaque

19 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.16 patacas e 1.12 dólares norte-americanos.

Reconhecimento de cartas: “Não podemos adiar muito mais”
Quinta, 09/11/2017

O secretário para os Transportes e Obras Públicas, Raimundo do Rosário, sublinhou hoje que o reconhecimento mútuo de cartas de condução entre a China e Macau vai apenas permitir que residentes da China possam conduzir no território e vice-versa. O secretário diz que o que está em causa nesta medida não tem a ver com a entrada de mais carros em Macau: “Quando são titulares de uma carta, quando vão a outro país ou outro sítio a vossa carta é reconhecida. No outro sítio ou pegam no carro de um amigo ou familiar ou alugam um carro. O que não significa que as pessoas possam entrar aqui com os carros”, afirma.

 

A medida, sem data para entrar em vigor, é referente apenas ao reconhecimento de cartas de condução de veículos ligeiros. De fora ficam os veículos pesados.   

 

Raimundo do Rosário acrescenta que esta medida está igualmente relacionada com a entrada em funcionamento da nova ponte Macau- Hong Kong- Zhuhai.

 

“Neste momento já há um reconhecimento entre a China e Hong Kong. Penso que não podemos adiar muito mais esta questão. O reconhecimento de cartas entre Hong Kong e China tem mais de dez anos”, defende Raimundo do Rosário.

 

Marta Melo