Em destaque

18 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.20602 patacas e 1.1314 dólares norte-americanos.

Jornal Tribuna de Macau completa 35 anos
Quarta, 01/11/2017

O Jornal Tribuna de Macau completa 35 anos. À TDM-Rádio Macau, o administrador José Rocha Diniz nota que ao longo dos anos “o jornal tentou acompanhar a vida e ser o repositório da vida de Macau, da comunidade portuguesa”, mas também “de todas as comunidades”.

 

“Como se diz desde o princípio, isto não é um jornal português. É um jornal local em língua portuguesa”, acrescenta.

 

Em dia de aniversário José Rocha Diniz anuncia algumas mudanças na estrutura da accionista da empresa que publica o jornal. “Vão aparecer três accionistas. Os novos accionistas provêm dos quadros do jornal: a chefe dos serviços administrativos, Joana Chói, a chefe do sector gráfico, Susana Tôrres, e o Dr. Sérgio Terra, que agora é o director do jornal. Com isto espero premiar as pessoas que vestem a camisola, que têm vestido sempre a camisola do jornal, e assegurar o futuro porque nunca se sabe o que pode acontecer”, afirma.

 

Em termos editoriais, o Jornal Tribuna de Macau quer investir no vídeo, uma vertente em que, lembra Rocha Diniz, o jornal já tem vindo a apostar.

 

Quanto ao futuro do jornal e da imprensa em língua portuguesa Rocha Diniz que é preciso apoios.: “Temos de ser realistas. Jornais, rádio e televisão em língua portuguesa em Macau só podem existir com a qualidade que hoje existe desde que sejam apoiados quer pelo Governo quer por entidades privadas, como por exemplo, as operadoras de jogo”.

 

O administrador do jornal acredita, no entanto, que a imprensa em língua portuguesa vai continuar a existir enquanto houver portugueses. “Enquanto houver portugueses em Macau há necessidade de haver media em português. Melhor, com mais qualidade, com menor qualidade, com mais gente ou menor gente, isso é que resulta dos apoios financeiros que continuarem a ter. Mas também é preciso dize-lo, que é necessário que os portugueses que estão não se acomodem e leiam jornais”, acrescenta José Rocha Diniz.

 

Hoje, por ocasião dos 35 anos do Jornal Tribuna de Macau, é entregue o Prémio de Jornalismo da Lusofonia. A jornalista do Ponto Final Sílvia Gonçalves venceu com a reportagem “Floriram por Pessanha as rosas bravas”. Este prémio foi criado pelo Clube Português de Imprensa e pelo Jornal Tribuna de Macau, com o patrocínio da Fundação Jorge Álvares. 

 

Marta Melo