Em destaque

21 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.21 patacas e 1.13 dólares norte-americanos.

Macau Cidade Criativa da UNESCO na área da Gastronomia
Quarta, 01/11/2017

Macau foi designada Cidade Criativa da UNESCO na área da Gastronomia. A decisão foi anunciada esta madrugada – hora de Macau – pela directora-geral da UNESCO, Irina Bokova.

 

Num comunicado emitido esta manhã, o Gabinete do Secretário para os Assuntos Sociais e Cultura afirma que Macau “detém agora um novo estatuto reconhecido mundialmente”, que poderá “atrair uma série de novas oportunidades para promover a cultura gastronómica única de Macau” e “desenvolver uma indústria de turismo sustentável”.

 

Com esta nomeação, Macau tornou-se a terceira cidade chinesa a integrar a Rede de Cidades Criativas da UNESCO na área da Gastronomia, depois de Chengdu e Shunde.

 

“Estou extremamente feliz [...] e plenamente convicto de que a adesão à rede abrirá novos horizontes para desenvolver Macau como uma cidade diversificada, única e sustentável. A gastronomia tem sido desde sempre um elemento de distinção da nossa cultura de mais de 400 anos de cruzamento entre o Oriente e o Ocidente e iremos envidar todo o esforço para contribuir para o enriquecimento da rede com as nossas características únicas”, afirmou o secretário para os Assuntos Sociais e Cultura, Alexis Tam, citado no comunicado.

 

De acordo com a mesma nota, o Governo de Macau vai lançar uma série de iniciativas para celebrar a decisão da UNESCO. O Executivo pretende também avançar com o reforço da formação profissional e a organização anual de um fórum internacional de gastronomia.

 

A integração de Macau na Rede das Cidades Criativas da UNESCO na área da Gastronomia segue-se ao anúncio, ontem, da inscrição da colecção Chapas Sínicas no Registo da Memória do Mundo da UNESCO.

 

Sofia Jesus