Em destaque

14 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.1522 patacas e 1.1278 dólares norte-americanos.

Casas arrombadas pela manhã, PJ apela a medidas de prevenção
Domingo, 26/02/2012

A Polícia Judiciária (PJ) lançou um alerta à população para se prevenir contra eventuais assaltos a casas. Segundo um comunicado, os ladrões mudaram de métodos e os últimos casos registaram-se sobretudo da parte da manhã e com recurso a arrombamento.

 

De acordo com o alerta emitido pela PJ – que esteve a analisar os furtos mais recentes -, os ladrões escolhem geralmente os edifícios com portões de metal estragados e sem porteiros, optam pelos andares com menos iluminação, verificam antes se há gente em casa  e usam um pé-de-cabra ou outras ferramentas do género para arrombarem os portões de metal, as portas de madeira ou as janelas.

 

Para evitar o pior, a PJ deixa alguns conselhos à população: reparar todas as portas que não estejam em bom estado, reforçar a segurança caso o interior do apartamento possa ser visto do exterior, evitar sinais de não ter gente em casa, reforçar a comunicação com os vizinhos, estar atento a situações e barulhos estranhos. Caso se encontre um ladrão, a PJ recomenda que se chame de imediato a polícia.

 

De acordo com dados revelados este mês pelo magazine de informação da Rádio Macau Paralelo 22 - que pode ouvir aqui -, no ano passado registaram-se 550 assaltos a casas. Segundo os mesmos dados, fornecidos ao programa pelo sub-director da PJ, Chau Wai Kuong, este ano, e até 2 de Fevereiro, contavam-se 51.

 

Além do alerta sobre os furtos em residências, o Gabinete de Comunicação Social difundiu também um outro comunicado da PJ, em que as autoridades alertam para o risco de furtos em lojas. Em causa um estudo da PJ sobre os vários furtos em cadeia registados recentemente em edifícios comerciais. Os assaltos – que aconteceram sobretudo ao fim-de-semana e à noite - resultaram no furto de dinheiro dos cofres das empresas e de objectos de valor dos empregados.