Em destaque

18 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,1616 patacas e 1,1296 dólares norte-americanos.

 

Revista de imprensa de Macau e Hong Kong (terça-feira)
Terça, 26/09/2017

O conflito em volta da revisão das leis laborais, um estudo sobre a situação do actual sistema político da RAEM e o projecto de criação de uma moeda local para os promotores de jogo de Macau fazem os principais títulos na imprensa portuguesa.

 

Jornais de Macau em Língua Chinesa

O jornal Ou Mun destaca hoje o início da vacinação contra a gripe de Inverno. Nota que os Serviços de Saúde já adquiriram mais de 120 mil vacinas.

 

O Va Kio faz manchete com a Reunião entre as Regiões de Pan-Delta do Rio das Pérolas. Na agenda, estão assuntos como a construção de Grande Baía ou a promoção do projecto  “Uma Faixa uma Rota”. 

 

 

Canal Chinês da Rádio Macau

Ng Kuok Cheong participou, hoje, no programa Fórum da Ou Mun Tin Toi. No canal chinês da Rádio Macau, o deputado afirmou que pretende escrutinar as promessas e o trabalho do Executivo. O Ou Mun Tin Toi também está a falar dum caso de 45 pessoas que mostravam sinais de intoxicação depois de terem comido ostras no Restaurante Rossio de MGM.

 

Jornais de Macau em Língua Portuguesa

“Revisões laborais desagradam a patrões e trabalhadores”, lê-se na primeira página do Jornal Tribuna de Macau que também observa “Nova creche da Santa Casa já tem aval arquitectónico”.

 

“Desígnios virtuais” escreve o Ponto Final, em manchete, a propósito da intenção de uma empresa de Macau vir a criar uma moeda virtual para financiar os promotores do jogo locais. Mais de 70 por cento de crianças começam a interagir com gadjets antes dos 18 meses, adianta ainda, e daí o título “A insidiosa ditadura do pequeno écrã”. 

 

“Os dias da dependência” é a manchete do Hoje Macau referindo um estudo da Universidade de Macau e do Instituto de Formação Turística. O jornal remete ainda para uma entrevista ao fotógrafo Evandro Teixeira, um dos maiores artistas brasileiros com exposição patente no Clube Militar. “Lente cheia de história é o título”.

 

Jornais de Macau em Língua Inglesa

“Mais de 70 por cento de crianças usam gadjets antes dos 18 meses, revela um estudo”, é a manchete do Macau Post Daily. Também em destaque, fotografia do presidente e primeiro-ministro chineses na abertura de uma exposição em Pequim.

 

O Business Daily escreve, nas gordas, “Online desafia as tradicionais agências de turismo”, sobre a crescente popularidade das reservas de viagens online. O jornal também entrega destaque ás declarações de Angela Leong sobre o eventual atraso na abertura do Grand Cotai Palace depois do incêndio de sábado.

 

O Macau Daily Times salienta, em manchete, “Lésbica inglesa consegue visto de residência”, em Hong Kong. “Feira de universidades: cada vez mais alunos olham para as universidades australianas”, escreve ainda o jornal.

 

Jornais de Hong Kong em Língua Inglesa

O South China Morning Post faz destacar o caso de uma mulher que venceu, em tribunal, a batalha pela concessão de um visto pelas autoridades de Imigração. “Lésbica vence batalha legal e consegue visto para a esposa”. Em grande plano surge, ainda, uma fotografia de manobras do Exército Popular de Libertação em território estrangeiro, no caso, no Djibouti.

 

No Standard, a primeira página é feita de publicidade.  O destaque surge também com a mesma história que faz manchete no SCMP. “Lésbica vence batalha jurídica sobre vistos”. 

 

O China Daily puxa para manchete o pedido de Xi Jinping na abertura de uma exposição em Pequim. “Presidente pede rejuvescimento” da nação. E ainda, noutro título da primeira, “Reino Unido de May concorda com os objectivos para a península” em relação ao compromisso de Londres no apoio à desnuclearização da península da Coreia.

Carlos Picassinos