Em destaque

18 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,1616 patacas e 1,1296 dólares norte-americanos.

 

Agnes Lam:Nova Juventude Chinesa foi "grande ajuda"
Quarta, 20/09/2017

O apoio da Associação Nova Juventude Chinesa foi muito importante no resultado eleitoral de Agnes Lam.  É avaliação da própria académica, em entrevista à Rádio Macau. Nas duas primeiras tentativas para ser eleita para a Assembleia Legislativa, Agnes Lam conseguiu conquistar pouco mais de cinco mil votos, mas nestas eleições ultrapassou a marca dos nove mil votos e garantiu a eleição. 

 

A académica destaca a importância de ter, como número dois da sua candidatura, um dos vice-presidentes da Associação Nova Juventude Chinesa. Uma associação que, apesar de ser pró-sistema, tem também uma agenda de mudança para Macau, defende Agnes Lam.

 

“A Associação Nova Juventude Chinesa consegue chegar a um grande número de jovens. Um dos candidatos da minha lista eleitoral faz parte da Associação e, portanto, os membros da Associação podem não me conhecer a mim tão bem mas conhecem-no a ele. Acho isso que me ajudou a envolver estes  jovens na minha campanha. Eles são mais pró-sistema mas ao mesmo tempo querem alguma mudança para Macau. Foi uma grande ajuda para a minha campanha", afirmou.

 

No Rádio Macau Entrevista, Agnes Lam rejeitou ainda as alegações de que a sua candidatura foi apoiada pelo Governo Central. A agora deputada eleita diz que nunca falou com ninguém ligado ao Governo Central  na preparação da candidatura, mas garante que está disponível para dialogar com todos os sectores.

 

“Eu nunca não falei com ninguém do Governo Central. (...) O que espero é que o meu posicionamento me dê espaço para falar com todos os sectores. E é o que planeio fazer no futuro. Mas não falei com ninguém do Governo Central. Mesmo que haja algumas pessoas que, por vezes, vêm ter connosco alegando que têm ligações ao Governo Central, mas na verdade não têm.  Não é verdade”, apontou. 

 

André Jegundo