Em destaque

18 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,1616 patacas e 1,1296 dólares norte-americanos.

 

Ella Lei reitera compromisso eleitoral com mão-de-obra local
Segunda, 18/09/2017

A cabeça-de-lista da União para o Desenvolvimento, com base eleitoral na Federação das Associações de Operários, Ella Lei foi a segunda candidata mais votada, nas eleições por sufrágio directo, com 16.694 votos.

 

No final da noite eleitoral, Ella Lei, em lágrimas, agradeceu o apoio de todos: “Agradeço o apoio dos cidadãos. O meu grupo vai lembra-se dos vossos pedidos e vamos trabalhar ainda com mais força e, mais uma vez obrigada”.

 

Sobre os próximos quatro anos, Ella Lei promete continuar a lutar pela protecção da mão-de-obra local. “Além dos trabalhos que já proíbem a contratação de não-residentes, também queremos que os outros sectores possam dar formação e oportunidades para que possam subir na carreira”. Ella Lei insistiu ainda na criação de “um mecanismo para que, gradualmente, os não-residentes possam ser dispensados de posições de chefia”.

 

Os Operários vieram de um mau resultado em 2013. Nestas eleições, recuperaram  o mandato que tinham perdido há quatro anos: foi eleito o número dois: Leung Sun Iok. “Há quatro anos a lista União para o progresso perdeu um lugar [directo] na Assembleia Legislativa. E, ao longo dos últimos quatro anos, transformámos as nossas lágrimas em suor, cada um de nós a lutar no seu trabalho para servir os cidadãos”, disse.

 

Os Operários têm um grupo maior na Assembleia Legislativa uma vez que contam também com dois outros deputados, que foram eleitos pela via indirecta: Lam Lon Wai e Lei Chan Yu.

 

Lina Ferreira