Em destaque

21 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.21 patacas e 1.13 dólares norte-americanos.

Campo pró-democracia reforçado; Sulu Sou estreia-se
Segunda, 18/09/2017

O campo pró-democracia saiu reforçado nas eleições por sufrágio directo para a Assembleia Legislativa. Além de Ng Kuok Cheong e Au Kam San terem assegurado a reeleição, a lista 7, da Associação do Novo Progresso de Macau – ligada à Associação Novo Macau –, conseguiu eleger Sulu Sou, que se estreia no hemiciclo.

 

“Devo o sucesso a todos os cidadãos de Macau, à equipa forte da Associação Novo Macau e à minha família. Espero ter mostrado o poder da juventude a todos os cidadãos”, afirmou Sulu Sou nesta noite de domingo em que foi eleito com 9212 votos.

 

A lista 13, Associação de Novo Movimento Democrático, encabeçada por Au Kam San, obteve um mandato, com 11.380 votos, enquanto que a lista 3, Associação de Próspero Macau Democrático, liderada por Ng Kuok Cheong, obteve igualmente um mandato, com 10.079 votos.

 

No final da longa noite eleitoral em que Ng Kuok Cheong festejou a conquista de um lugar, tal como Au Kam San, o veterano deputado disse que também está contente pela entrada no hemiciclo de Sulu Sou, da Novo Macau.

 

“Estou feliz que mais amigos que apoiam a democracia tenham entrado na Assembleia Legislativa. Mas claro que não chega. Por isso, insisto em apelar a que se aumente o número de lugares pelo sufrágio directo e também queremos eleições directas para os órgaos municipais no próximo ano”, afirmou Ng Kuok Cheong.

Com bandeiras pro-democracia foram também eleitos Pereira Coutinho e Agnes Lam.

 

Sofia Jesus (com Hugo Pinto e Pedro Maia)