Em destaque

19 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.16 patacas e 1.12 dólares norte-americanos.

Legislativas 2017: os candidatos do colégio profissional
Sexta, 15/09/2017

O colégio do sector profissional é onde há três lugares por decidir no sufrágio indirecto. Há duas listas candidatas.

 

A primeira é a União dos Interesses de Medicina de Macau, liderada pelo médico Chan Iek Lap, eleito já em 2013, como número três da lista de Chui Sai Cheong e Leonel Alves.

 

Quatro anos depois, Chan Iek Lap compete pelo mesmo lugar que Chui.

 

Chan é formado pela Faculdade de Medicina da Universidade de Jinan, passou pelo Hospital Kiang Wu e tem agora um consultório privado. É presidente da Associação Chinesa dos Profissionais de Medicina de Macau, vice-presidente do Conselho para os Assuntos Médicos e faz também parte da direcção da Associação de Beneficência Tong Sin Tong, entre outros cargos associativos.

 

O número dois é Kuok Cheong Nang. Tem 58 anos, é técnico de diagnóstico e terapêutica, faz também parte do Conselho para os Assuntos Médicos e é presidente da Associação de Técnicos de Diagnóstico e Terapêutica de Macau.

 

Há uma relação familiar entre o número um e o número dois da lista. Kuok Cheong Nang é irmão do director do hospital público, Kuok Cheong U, e ambos são cunhados de Chan Iek Lap.

 

Em terceiro lugar está Jerry Wong. É dentista, tem 39 anos e é presidente da Associação de Estomatologia.

 

O programa eleitoral da lista centra-se na área da saúde. O grupo pede uma revisão de leis e medidas para aumentar a qualidade dos serviços médicos. A formação profissional é também uma prioridade, com a lista a defender um desenvolvimento equilibrado entre o sector público e privado.

 

A segunda lista candidata ao colégio do sector profissional é a União dos Interesses Profissionais de Macau, de Chui Sai Cheong, que desde 2001 é eleito por esta via.

 

Chui Sai Cheong tem 63 anos, é auditor, um dos principais proprietários de Macau e irmão do Chefe do Executivo. Entrou na Assembleia Legislativa em 1999 em substituição de Edmund Ho, faz parte do Comité Nacional da Conferência Consultiva Política do Povo Chinês, é presidente da Associação de Gestão de Macau e da União das Associações Profissionais de Contabilidade de Macau.

 

Chui foi membro da Comissão Preparatória da RAEM e vogal do Conselho Consultivo da Lei Básica.

 

O número dois da lista é Vong Hin Fai, que deixa de ser deputado por via da nomeação. É advogado, tem 59 anos, faz parte do Conselho da Universidade de Macau e está em vários órgãos consultivos.

 

Vong Hin Fai estreou-se na Assembleia Legislativa em 1999, nomeado por Edmund Ho. Saiu em 2005. Voltou em 2009, ao ser nomeado por Chui Sai On, depois de ter sido mandatário de campanha do actual Chefe do Executivo, funções que voltou a exercer em 2014.

 

Ben Leong candidata-se ao terceiro lugar do sector profissional. Tem 44 anos e é presidente da Associação de Arquitectos.

 

Faz parte do Conselho de Arquitectura, Engenharia e Urbanismo, do Conselho do Planeamento Urbanístico e da Comissão de Avaliação e Revisão de Imóveis.

 

Os principais pontos do programa político são a construção da harmonia social e participação nas políticas de desenvolvimentos nacionais, como a iniciativa “uma faixa, uma rota”. A lista compromete-se também a lutar por melhorias no sistema de saúde.

 

Na história do sufrágio indirecto, apenas duas vezes houve concorrência entre listas – a última foi em 1984, tendo o lugar sido ganho por Roque Choi.

 

Sónia Nunes