Em destaque

21 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.21 patacas e 1.13 dólares norte-americanos.

Legislativas 2017: os candidatos do colégio do trabalho
Sexta, 15/09/2017

No colégio eleitoral do sector do trabalho, pelo sufrágio indirecto, igualmente em lista única, há também render da guarda. Saem Lam Heong Sang e Ella Lei e entram dois novos deputados, para dois lugares, também pela mão da força tradicional pró-Pequim dos Operários.

 

Nestas eleições, a Comissão Conjunta da Candidatura das Associações de Empregados é Lam Lon Wai. Tem 41 anos, é vice-director da Escola para Filhos e Irmãos dos Operários de Macau, faz parte do Conselho do Planeamento Urbanístico e também do Conselho consultivo do Instituto para os Assuntos Cívicos e Municipais.

 

Lam participou nas eleições de 2013, no sufrágio directo, como número dois de Kwan Tsui Hang. Esteve também no Colégio Eleitoral que reconduziu Chui Sai On como Chefe do Executivo.

 

O segundo deputado já eleito pelo sector do trabalho é Lei Chan U. Tem 42 anos e trabalha no think-tank dos Operários. Foi também nomeado pelo Governo para vários órgãos consultivos; representa os trabalhadores no Conselho Permanente de Concertação Social.

 

A protecção da mão-de-obra local e o combate ao trabalho ilegal é a prioridade número um. O colégio quer ainda lutar pelo aumento dos salários e das condições de trabalho. Em concreto, quer compensações quando os dias de descanso semanal coincidem com feriados obrigatórios, cinco dias de licença de paternidade e 90 dias de licença de maternidade.

 

Sónia Nunes